Press "Enter" to skip to content

Quem precisa declarar seus rendimentos a Receita Federal?

São obrigados a declarar todos os contribuintes que tiveram rendimento superior a R$ 23.499,15 em 2011, o que corresponde a R$ 1.807,63 mensais. No caso das pessoas com rendimentos isentos, não tributáveis, a soma anual dos ganhos precisa ser superior a R$ 40 mil. O brasileiro sempre deixa tudo para a última hora e como não poderia ser diferente, o mesmo ocorre com o envio da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física.

Cerca de 45% dos contribuintes ainda não enviaram a declaração, ou seja, 13,6 milhões enviaram as informações, mas ainda falta receber 11,4 milhões declarações.

Se você também deixou para a última hora, confira algumas dicas que poderão ajudá-lo a não perder mais tempo e correr o risco de cair nas garras do Leão e pagar uma multa de pelo menos R$ 165,74.

  • Evite informações incorretas – Preste atenção nas informações e evite erros ou omissões de bens, falta de documentos, etc;
  • Junte todos os comprovantes – Antes de começar, separe cuidadosa e criteriosamente todos os documentos que são dedutíveis, como previdência privada e despesas médicas e educacionais;
  • Simplificada ou completa – O próprio sistema da Receita indica qual é o modo mais vantajoso para o contribuinte. Então, não precisa se preocupar;
  • Atenção aos dependentes – Despesas de dependentes só podem ser declaradas uma vez. Se os pais forem separados somente um ou o outro pode declarar o filho como dependente.

O prazo para envio é até o dia 30 de abril. Para quem investe em ações, uma das principais dúvidas ao fazer a declaração de Imposto de Renda é: completa ou simplificada.

A Receita Federal deixa livre ao contribuinte escolher a melhor forma. Porém, algumas informações são importantes para escolher uma ou outra.

Se você possui algum investimento em fundos, ações, previdência privada ou outra aplicação, especialistas em IR explicam que não existe uma regra.

É necessário, assim, ver ambos e analisar qual é o mais vantajoso, pois depende de cada caso, sobretudo com a variação nas deduções possíveis de serem feitas.

O modelo simplificado é indicado principalmente para pessoas que não possuam muitas deduções previstas em lei. Isso porque nele as deduções vão ser substituídas por um desconto de 20% sobre os rendimentos tributáveis (se o desconto não ultrapassar R$ 13.916,36).

Já se as deduções forem maiores que R$ 13.916,36, o melhor modelo é o completo. Isso porque mesmo que o limite por dependente seja de R$ 1.889,64, as despesas médicas, por exemplo, são deduzidas integralmente, entre outras justificativas.

Procure se informar para poder escolher a melhor maneira de declarar.

Para quem investe em ações, uma das principais dúvidas ao fazer a declaração Receita Federal Imposto de Renda é: completa ou simplificada.

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *